Resenha Crítica - Como Proteger e Ampliar Seu Patrimônio
13/06/2016 - 12h07 em Espiritulidade

Resenha Crítica
Por: Alessandra Espínola

Como Proteger e Ampliar Seu Patrimônio
Autor: Egídio Garcia Coelho

Como Proteger e Ampliar seu Patrimônio
O autor nas primeiras páginas propõe logo de pronto como assegurar essa nossa fugaz aparição na eternidade mas de riqueza tão igualmente infinita. Como a existência humana pode estar segura nesse mundo – digo segura e não presa – com a possibilidade e prática de desenvolvimento a partir da consciência, movimento após movimento com observação e prática, tirando como que camada após camada de uma cebola, começando por seu invólucro, hábitos, crenças, vícios, padrões, desejos, etc até chegar ao núcleo. Deixando surgir , acordar aquele que se identifica com viver o centro puro , brilhante e cristalino do Ser. O Eu.
Essa busca do Eu passa por pensamentos, práticas coerentes e com o verdadeiro amor. Proteger e ampliar o patrimônio está longe de ter o controle de tudo. O autor avisa. Isso é um equívoco e se torna um conflito dentro de nós. Pois primeiro não temos o controle de tudo, ademais, a razão não toma conta sozinha da vida. O uso permanente e exclusivo da razão, sem o devido uso equilibrado de outras partes que possuímos em nosso ser pode trazer não só transtornos, mas o afastamento da intuição, da nossa essência e do equilíbrio do nosso todo, do nosso desenvolvimento pleno nublando nossa consciência e dificultando o acesso ao Eu.
Se há alguma chave para o seguro do nosso patrimônio, e há, aqui o autor ensina: humildade e gratidão. Não há nada mais seguro que estar na existência como uma criança plena para o desenvolvimento absorvendo e processando cada experienciação com humildade gratidão no aqui e agora como as criancinhas. – (“o reino de Deus é das crianças”).

Start de Aquecimento
No ponta pé inicial, o autor prioriza o pensamento como  o ponto de ignição para a realização, a ação. E o corpo físico como o ser condutor sagrado nessa engrenagem complexa, quer dizer, nós funcionamos, o mundo funciona, pois temos Deus dentro de nós, pensando. Sendo que entre esse funcionamento de : pensamento e possibilidade e realização há a fé. Aí entra a imaginação sem a qual não existiria a realização. O desenrolar do texto nos mostra como somos diminutos de intelecto ainda pela ignorância, hipocrisia, sensação enganosa de autossuficiência, egoísmo, arrogância diante da grandeza e complexidade de uma célula, pela qual se pode perceber e compreender todo o universo passando do micro organismo ao macro. Tudo, portanto, é intrínseco e coordenado. A partir daí podemos compreender o que somos nós e a atuação das leis universais.

O Talento

A surpresa vem nessas linhas. Brilhar é a missão verdadeira de cada um de nós. Sim, brilhar como estrelas na constelação do infinito. Quer dizer, estar pleno no que se faz, identificar e viver seu talento, daí oriunda a felicidade tão almejada. Atividade doada ao mundo atraindo uma avalanche de bons resultados pra si e para os outros. O autor bate na mesma tecla que “tudo está ligado a tudo”; sendo necessário ajustar a frequência com aliados e com os que “falam a mesma língua’ ou “encontrar a sua turma”, e principalmente encontrar-se, saber da missão e brilhar como chama divina na terra, como aquela que arde no coração do Cristo.
 
Somos Todos Ladrões
O autor lista pensamentos e atitudes com as quais vamos nos identificar como sendo as normas absolutas e normais pois foram aprendidas e executadas durante anos na vida cotidiana, dentro das empresas, em família etc. A Lei de Causa e Efeito é levantada como um luminoso sinal para o nosso intelecto aprender mostrando a importância de listar também hábitos nocivos, negativos e fazer a correlação oposta para mudanças práticas e sairmos do automatismo do mundo e entrarmos em uma frequência alta, em uma vida de sucesso. Sem roubos, sem prejuízos, sem sofrimentos, cujos responsáveis somos nós mesmos. Vejamos que se pegarmos algo que não é nosso – consciente ou inconsciente -, teremos de devolver impreterivelmente, mais cedo ou mais tarde. A Lei de Causa e Efeito é justa. A “ótica do mundo” prioriza o mundo apenas material e não permite dar um novo olhar nem prioridade ao desenvolvimento espiritual, isso demora o processo evolutivo de uma sociedade, do mundo. Já a “ótica do sucesso” valoriza o desenvolvimento espiritual pois como consequência tudo o mais será acrescentado. Aí está a mudança de mentalidade, pois entra a importância do intelecto como possibilidade de caminho para abundância , sucesso e felicidade, sem ser de forma aleatória, indiferente ou inconsequente. Possibilita a tomada de consciência, recuperação, apoderamento completo da própria vida e a manutenção desse plano de consciência mais ampliado, portanto, transformado. O autor fala da “Lei dos Grandes Lucros” que é sempre fazer mais do somos pagos para fazer. Trabalhar para o desenvolvimento das potencialidades, habilidades, talentos. Essa é uma oportunidade para auto superação e aprendizados. Então, a prática da leitura, trará a teoria e mais compreensão, isso acrescentado à prática dentro dessas leis chega-se à fórmula do sucesso. O autor chama atenção que para essas mudanças a leitura será de outro nível e vai mexer com a visão, a mente, o cérebro enfim, e que o importante é não cair nos exageros, nos excessos, nem tirar os atrasos de uma só vez. Estar atento ao caminho do equilíbrio. Devemos fazer a nossa parte, pôr em prática o que aprendemos e os resultados aparecerão. Isso é sabedoria – ele afirma.

Visão Holística
O autor com contumaz persistência nos lembra que tudo está ligado com tudo e nada acontece por acaso. Estamos interligados ao Universo como um todo, um tudo. Qualquer atitude nossa interfere no universo como um todo, cada parte implica mudanças em todas as esferas do todo, em todos os campos, planos, reinos e esse conhecimento pode nos levar à resposta de perguntas como: De onde vim? Quem sou? Pra onde vou? De que materiais sou feito? O que vim fazer aqui? etc. Essa ótica holística nos parece ainda muito misteriosa ou oculta e até é de certa forma pela falta de conhecimento, mas o autor atenta que o mais importante é focar no mundo físico que é o nosso terreno, o da 3ª dimensão e logo virá a transcendência. Onde estamos é aqui e agora. Essa visão holística nos relembra que colhemos tudo o que semeamos. É necessário então despertarmos afim de vivermos com prudência e gerir bem nosso patrimônio e protegê-lo, administrar nossa existência com mais sabedoria e viver com maior plenitude.

A Depressão
O autor explica a depressão em poucas linhas.  Não quer perde tempo e vai direto ao ponto. A depressão se deve ao fato de pautar a vida na “ótica do mundo”. Ou seja quem vive na “ótica do mundo” não tem o seguro para seu patrimônio e acaba vivendo um verdadeiro massacre.  Ele mesmo vivenciou essa experiência e diz nem sempre ser fácil de ser diagnosticada, além disso, é um processo muito doloroso, o motivo é porque não há uma clareza nem da parte de quem se encontra com depressão nem da parte do médico que lança o diagnóstico que por sua vez também dificilmente tem uma visão holística. Mal se consegue olhar a realidade e enxergá-la com nitidez – este é o visor de quem está com a ótica do mundo. Depressão é uma interrupção de uma corrente elétrica interferindo em todo funcionamento do organismo de um indivíduo. Mesmo com medicamentos isso pode ser demorado até às primeiras reações positivas aparecerem e o quadro mudar totalmente. Mas não acaba aqui, o principal medicamento é a Fé, – a Força de Vontade/Espiritualidade. Ela sempre agirá ali apresentando suas reações para a pessoa buscar se levantar, seguir, reagir, vencer, viver, procurar auxílio, desejar mudança, etc. Sempre em busca de uma escolha afirmativa. Essa fé vai agir seguidamente, mesmo nos estágios mais graves onde nem mesmo os pensamentos positivos conseguem alcançar e fazer efeito. É aí que entra a fé e penetra agindo incessantemente contrariando do peso dessa espécie de morte, da imobilidade generalizada. Por isso, as primeiras reações são forçadas, mecânicas até, nem que seja por obrigação como se alimentar, levantar, abrir os olhos, andar etc, e com isso fortalecer os bons hábitos até que isso se internalize e se manifeste com mudanças prolongadas. A Depressão é um dos grandes obstáculos que se possa passar e mantém pessoas afastadas de si mesmas e de Deus, do seu propósito de vida, mas a largada já foi dada, e é urgente lembrar que a principal arma ou medicamento para combater a depressão é a Fé. Acessar a Fé, portanto, o Deus que habita em nós e acordá-Lo, dentro de nós e contar com Ele, é o principal desde o “start de aquecimento”.  


Caminho Para o Sucesso
A repetição de pensamentos, hábitos e práticas entram na lista de espécies de exercícios positivos principalmente para quem enfrenta a depressão. O autor dá enfoque nesse aspecto como uma luz intermitente para nossa vida – que nada mais é que a mudança de pensamento, mudança de linguagem ensinando e orientando o cérebro para uma vida de sucesso. Ele dá alguns exemplos como: ” A cada dia estou cada vez melhor”, “Sou feliz, inteligente e vivo sempre positivamente”, dentre outras.

Silêncio
É no silêncio que tudo acontece. No vazio, na quietude silenciosa e atenta do ser é onde nos conectamos com a consciência universal e as divindades providenciam tudo. Ao contrário da nossa ação e pensamentos desenfreados, agitados e que apenas alimentam nosso ego cego e vicioso impedindo de vivermos a vida com sucesso. Podemos nos perguntar como alcançar essa quietude no meio de tanta confusão interna e externa. O autor não titubeia e diz: na respiração é possível alcançar o silêncio, a mente serena e abre um espaço vazio para se conectar à consciência universal e para que tudo de positivo aconteça. Recomenda-se silenciar a mente como prática diária. E a oração ao Pai. Mais uma ferramenta de suma importância e riqueza. Há grandes recompensas para os que o fazem. Assumindo a responsabilidade por nós mesmos e com isso ser capaz de mudar qualquer situação e superar qualquer obstáculo ou entrave com estudo e trabalho assumindo a própria existência como propriedade protegida de fato.

 
Algumas Dicas de Exercícios para Respiração
No livro é dado algumas dicas simples e práticas de alguns exercícios de respiração adequada para auxiliar nesse processo de mudança e conexão com frequência mais alta afim de uma vida plena e cheia de sucesso.

O autor conclui relembrando seu objetivo principal que é como ampliar e proteger seu patrimônio com clareza de que necessitamos tornar nossa vida e todos os bens que possuímos como bens de fato e não apenas de direito. E que tudo o que não é nosso teremos de dar conta um dia. A conduta sábia durante a vida pode nos levar ao caminho do sucesso, do amor, da felicidade, do viver o talento e o pôr a serviço da humanidade como também um patrimônio, o que gera plenitude e abundância. O poder do pensamento mais ação gera realização, ele lembra a importância da fé contra as dificuldade ou males como, por exemplo, a depressão etc. Trocar os hábitos negativos por práticas positivas. Ter uma visão holística, ter a compreensão de que estamos inseridos no todo e, por fim, não menos importante, cuidar da saúde do corpo, eliminando vícios e danos e construir uma vida mais sábia preservando o físico que é a morada do que Somos.

FIM
Um abraço,
Alessandra Espínola

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!